Publicado en línea el Lunes 14 de septiembre de 2020, por Correio24horas

QUEM É?Renato Mendes é autor do best-seller Mude ou Morra, finalista do Prêmio Jabuti 2019, mentor Scale Up da Endeavor Brasil, cofundador e membro do conselho do fundo de investimento Organica 10.4.3, e professor na pós-graduação de marketing digital do Insper e também na PUC-RS. Com mais de 20 anos de experiência no mercado, Renato é especialista em temas como marketing digital, universo das startups, empreendedorismo, transformação digital e muito mais. Além disso, atua como consultor, palestrante e mentor, ajudando empresas e pessoas a pensarem como startups. Conheça mais no Instagram e também no LinkedIn.

Renato Mendes reuniu orientações importantes para que empresários consigam ter respostas mais efetivas no cenário cercado de incertezas atuais (Foto: Divulgação) 1.Como você descreveria o cenário dessa nova economia advinda com a pandemia do novo coronavírus?

O grande impacto da pandemia na transição que estamos vivendo da velha para nova economia foi a aceleração do processo de digitalização. O coronavírus obrigou as pessoas a ficarem em casa, o que forçou uma digitalização tanto dos consumidores quanto das empresas. E claro, as empresas que estavam preparadas para o digital alavancaram seus negócios mais facilmente e agora estão colhendo os frutos disso.

Já as empresas que não estavam preparadas para digitalização tiveram uma segunda chance para isso, e começaram a vender pelo whatsapp, por exemplo. Podemos dizer que durante os últimos meses avançamos décadas em relação ao processo de transição para a nova economia.

2. O que os empreendedores precisam saber para sobreviver nesse cenário? O que é necessário mudar nas empresas para não morrer para o mercado?

Acredito que o segredo para sobreviver nesse novo mundo é pautado por alguns fatores. O primeiro deles é fazer do cliente o centro do seu negócio. Na prática isso quer dizer que as necessidades do consumidor mudaram, e as empresas precisam ser capazes de antever essas mudanças e se adequarem ao novo comportamento do consumidor. Em segundo lugar, é preciso entender que empreender é aprender, e sempre vence quem aprende mais rápido. Eventualmente é preciso mudar o produto, a forma de vender, a forma de comunicar, o canal de vendas, depende de cada momento. Ficar parado não é uma opção!

Para o autor e consultor, chegou a hora de vencer a paralisia inicial da crise e começar a se movimentar para garantir a saída econômica para os empreendimentos (foto: Divulgação) 4.Como surgiu a ideia de publicação do livro?

A ideia surgiu a partir de várias experiências que eu e o Roni Cunha Bueno (coautor do livro) tivemos juntos. Começamos a observar os líderes de empresas que conquistaram sucesso na nova economia, observamos como eles pensavam, como o mindset impactava o sucesso dos negócios, como eles agiam, etc. E percebemos alguns padrões interessantes. O livro Mude ou Morra (2018, Editora Planeta Estratégia) reúne uma série desses comportamentos, e funciona como uma espécie de manual para os empreendedores da velha economia, para que possam aprender esse novo jeito de pensar e fazer, e tornar-se vitoriosos nesse cenário.

5. Como você acha que a publicação pode ajudar a profissionais e empresas, especialmente àqueles que ainda estão resistentes ao universo digital?

Acredito que hoje em dia não existe mais a possibilidade de resistir ao universo digital. Isso deixou de ser uma opção para tornar-se uma realidade. A questão é como empreender no digital, porque a transformação digital é democrática e impacta todas as empresas, todos os modelos de negócios, de diferentes formas. O livro faz uma grande provocação, e a mensagem é que ser digital não é mais uma questão de escolha.

6.Na sua avaliação, quais são os passos para vencer essa resistência e transformar dificuldades em oportunidades?

A maior parte das empresas que se propõe a fazer essa transformação é motivada pela dor, seja pela queda de crescimento, aumento da concorrência, etc. Para quem ainda não faz parte do digital, as principais dicas para mudar são: Entender seu consumidor e pensar em uma proposta de valor que faça sentido para remediar as dores desse cliente. Se o empreendedor ainda não digitalizou seu negócio, minha dica não é começar construindo um e-commerce, fazendo grandes investimentos. A dica é se utilizar plataformas digitais gratuitas que podem ajudar seu negócio, ouça os feedbacks do cliente, produza conteúdo de qualidade, e tente adequar sua proposta de valor para melhor serví-lo. A obra surgiu da observação do sucesso alcançado por empresários mesmo diante de um cenário tão adverso como o atual (Foto: Reprodução) SERVIÇO

Livro: Mude ou morra – Tudo o que você precisa saber para fazer crescer seu negócio e sua carreira na Nova Economia

Planeta Estratégia (Editora Planeta)

Número de páginas: 160

Preço: R$ 34,90

Fonte: Correio24horas

The post ‘Mude ou Morra’ no novo cenário econômico; leia entrevista com Renato Mendes appeared first on Adital .


[ Imprimir este artículo ] [ Enviar a un amigo ] [ Ir a la cabecera ]
 

 
 

   APPS

   ASIA

   DEMOCRACIA

   DERECHOS HUMANOS

   DESARROLLO/GLOBALIZACIÓN

   DIÁLOGO NORTE-SUR

   ECOLOGÍA VS ECONOMÍA

   ENLACES - LINKS

   ESTADÍSTICAS

   EUROPA

   LATINOAMÉRICA

   OLVIDADOS POR LA HISTORIA

   SOLIDARIDAD

   TRIBUNA LIBRE



LISTA DE CORREO


�Desea participar al enrequecimiento de esta p�gina?

�Quiere denunciar alguna situaci�n?

Env�enos su art�culo a esta direcci�n de correo electr�nico:

   webmaster@respublicae.org

[ Mapa del sitio ] [ Ir a la cabecera ]

 


 
En la misma sección

Leer otros artículos :
Marruecos: La incesante ofensiva contra miles de personas migrantes y refugiadas de origen subsahariano es ilegítima
Malawi: La impunidad instiga el homicidio de personas con albinismo para obtener partes de sus cuerpos
Communiqué des ministères des Armées français et allemand relatif au SCAF et au MGCS
Qui viole le Traité INF : Washington, Moscou ou les deux ?
Ucrania: Más de 50 ataques a activistas y defensores y defensoras de los derechos humanos en 2018
L’Arabie saoudite construira 560 mosquées « modèles » (sic) au Bangladesh
Moscou, rempart contre les jihadistes, par Thierry Meyssan
Wall Street sobe na abertura com atividade de fusão e aquisição e esperanças de vacina
Conclusions du Conseil européen sur le Liban
México: A cuatro años de investigaciones fallidas, el Estado debe garantizar verdad y justicia para los 43 estudiantes de Ayotzinapa

EN LA RED :
Ilham Aliyev : « Il n’y aura pas de référendum [au Karabagh], jamais ! »
L’Arménie et l’Azerbaïdjan sont les perdants et les États-Unis les grands gagnants, par Valentin Vasilescu
Karabagh : la Grèce, la Russie et la Turquie se préparent à entrer en guerre
L’Éducation nationale a-t-elle perdu la tête ? Ou bien est-ce la France tout entière ?, par Arno Mansouri
Propagande : appel d’offres de l’Otan
La Russie reprend les combats à Idleb (Syrie)
Une gifle cinglante pour la « coalition occidentale », par Général Dominique Delawarde
Le président Sarkissian reçu à l’Otan

[ Ir a la cabecera ]
 

Portada En breve Mapa del sitio Redacci�n


Respublicae.Org es un portal abierto que se nutre de los trabajos de muchos colaboradores ben�volos externos, de diferentes origen e ideolog�a. Por lo tanto, los administradores de este portal no se hacen responsables de las opiniones vertidas en los art�culos que aqu� se publican.
Copyright © RESPUBLICAE.ORG 2003-2007
Sitio web desarrollado con SPIP, un programa Open Source escrito en PHP bajo licencia GNU/GPL.
Dise�o © Drop Zone City & Respublicae.Org